Bom Dia a todos! Outra grande paixão minha, além de design e mobiliário, é cozinhar! Eu disse a mim mesmo: “por que não compartilhar minhas receitas com você”? Afinal, um blog dedicado ao mundo da casa não pode ignorar a cozinha, pensada como mesa!
Aqui está então a ideia de um nova seção dedicada a receitas: receitas rápidas e fáceis que todos podem fazer!
E como estamos no período do Carnaval, não posso deixar de começar receita de bate-papo que, no entanto, proponho a você em uma versão muito particular …

Começo dizendo que aprendi a cozinhar por necessidade quando me mudei para estudar na cidade grande aos 19 anos: até então não sabia nem fazer um café. Mamãe sempre pensou nisso.
Havia duas alternativas: ou morrer de fome ou me dar uma mexida para aprender a cozinhar!

Sempre fui amante da boa comida (faço carranca quem come para sobreviver), na sua opinião, o que eu fiz? Comecei a cozinhar com coisas muito simples, como massas com molho de tomate, e depois fui me “refinando” aos poucos, tanto que hoje meus pratos são sempre (ou quase) bastante apreciados por sua inventividade e sabor… aqueles da mãe (esperamos que ela não leia! 🙂 !!!

Hoje, porém, justamente por estarmos no período do Carnaval, quero começar com a receita da tagarelice.
Sei que na net e nos vários livros de receitas esta receita é super inflacionada mas, a que vos proponho, é uma versão muito caseira, com pouquíssimos ingredientes (que quase todos temos sempre em casa) e com‘uso de óleo em vez de manteiga. O ideal, não só para quem é intolerante aos produtos lácteos, mas também para obtivermos um resultado mais suave, leve e saudável do ponto de vista nutricional porque o óleo, ao contrário da manteiga, contém gorduras insaturadas (para ser claro, gorduras boas).

E agora chega de conversa: vamos conversar!

INGREDIENTES para 4-6 pessoas

  1. 500 gramas de farinha
  2. 4 ovos
  3. 3 colheres de açúcar
  4. 40 gramas de óleo de semente (amendoim, milho, etc.)
  5. óleo de fritura
  6. açúcar em pó

  • Misture a farinha com os ovos, o açúcar e o azeite extra virgem até obter uma massa lisa e firme (adicione um pouco de água se necessário)
  • Abra a massa à máquina ou com um rolo até obter uma folha de cerca de 2 mm
  • Com uma roda dentada (mas uma faca simples também serve), corte a massa em retângulos do tamanho que preferir
  • Frite o chiacchiere em óleo fervente por 4-5 minutos e, em qualquer caso, até dourar.
  • Por fim, decore a conversa com açúcar de confeiteiro

MEU CONSELHO

  1. Na massa, em vez de óleo de semente, pode-se usar azeite extra-virgem (ainda mais saudável que o óleo de semente), desde que tenha um sabor delicado e frutado e não forte e decisivo.
  2. Mesmo que a receita tradicional de chiacchiere envolva fritá-los, para um resultado ainda mais leve e saudável, em vez de fritá-los, você pode cozinhá-los no forno a 180-200 graus por cerca de 10 minutos.
  3. Vinho recomendado em combinação: Passito di Pantelleria

Só tenho a desejar: “bom papo!”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.